Dia Nacional das Artes: como a arte pode ser uma aliada no aprendizado do inglês

Do aspecto lúdico ao cultural, as manifestações artísticas são ferramentas interessantes para trazer o idioma para mais perto dos estudantes

O Dia Nacional das Artes, comemorado neste 12 de agosto, celebra a existência das diferentes manifestações artísticas, como o teatro, a música e a pintura. Por meio delas, somos capazes de expressar sentimentos, contar histórias e descrever nossa visão de mundo. Mas não só isso. Nesta data especial, vale ressaltar o papel da arte também como uma ferramenta eficaz para aprendizagem, inclusive quando falamos do ensino de uma segunda língua.

Ao apresentar obras de arte, peças teatrais e músicas na aula de inglês, o professor, além de criar um momento agradável para trabalhar diferentes vocabulários, está treinando com os estudantes a capacidade de compreender diferentes tipos de textos e linguagens distintas. Sem contar que essas atividades podem ser um convite para vivenciar o lúdico e liberar a criatividade ‒ tudo isso atrelado a novos conhecimentos do idioma.

No caso específico da arte na educação infantil, mais do que ativar essas competências, ela ajuda as crianças a atribuírem sentido às coisas que fazem parte do seu universo. Já para os adolescentes as manifestações artísticas podem fazer com que o desafio de aprender uma segunda língua se torne mais leve, amenizando as autocríticas, tão presentes nessa fase da vida.

Além de divertido, usar arte para ensinar inglês é eficaz

De acordo com Parâmetros Curriculares Nacionais, o fenômeno artístico é visto como objeto de cultura na história humana e como conjunto de relações. Portanto, a arte, assim como a Ciência, é um produto que “expressa as experiências e representações imaginárias das distintas culturas, que se renovam através dos tempos, construindo o percurso da história humana”.

Esse aspecto cultural e histórico que a arte carrega pode ser usado em todas as disciplinas. No ensino do inglês, em especial, isso pode ser muito valioso, como defende a artista e educadora Ana Amália Barbosa, no seu livro “O ensino das artes e de inglês: uma experiência interdisciplinar”. Segundo ela, analisar obras de arte que mostram a vida e o cotidiano da Inglaterra ou dos Estados Unidos facilita aprender a língua desses países.

Afinal, um idioma estrangeiro se compreende também conhecendo o território, as culturas, as tradições de outros povos (e a arte, é claro).

Se você quer oferecer as melhores oportunidades de aprendizado para o seu filho, incluindo habilidades multidisciplinares, acesse o nosso site e confira a unidade mais próxima de você!

Entre em contato