Dia Mundial da Infância: por que brincar é importante?

Data é um convite para pais e educadores refletirem sobre a situação das crianças no Brasil e no mundo e a garantia de seus direitos, como o brincar

O Dia Mundial da Infância, comemorado em 21 de março, é uma data instituída pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) para promover a reflexão sobre a situação das crianças em todo o mundo e a garantia de seus direitos.

Um dos principais balizadores desse tema é a Convenção sobre os Direitos da Criança, aprovada pela Assembleia Geral da ONU em 1989, que se tornou o tratado de direitos humanos mais amplamente ratificado do direito internacional.

Segundo a Unicef, “a Convenção tem sido um instrumento fundamental para colocar as crianças – e a garantia de seus direitos – no centro da agenda global de direitos humanos e das pautas de desenvolvimento dos países”

No Brasil, a Convenção inspirou a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), de 1990, que representou um marco na luta pela proteção da infância e da adolescência no país.

Resultado de uma grande mobilização da sociedade civil, o ECA é uma das leis mais avançadas do mundo nessa temática. Em seus 267 artigos, tem como princípio fundamental a proteção integral das crianças e adolescentes pela família, sociedade e poder público e a garantia de seus direitos à vida, saúde, alimentação e educação, entre outros.

O Artigo 15, por exemplo, diz que “a criança e o adolescente têm direito à liberdade, ao respeito e à dignidade como pessoas humanas em processo de desenvolvimento e como sujeitos de direitos civis, humanos e sociais garantidos na Constituição e nas leis.” Entre esses direitos está o de brincar, também presente em outro importante documento, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Infância e o direito de brincar

Documento que define as aprendizagens essenciais a serem trabalhadas nas escolas brasileiras ao longo de toda a Educação Básica, a BNCC coloca como eixos estruturantes das práticas pedagógicas na Educação Infantil as interações e as brincadeiras, “experiências nas quais as crianças podem construir e apropriar-se de conhecimentos por meio de suas ações e interações com seus pares e com os adultos, o que possibilita aprendizagens, desenvolvimento e socialização”.

A Base também estabelece seis direitos de aprendizagem e desenvolvimento para as criançasda Educação Infantil: conviver, participar, explorar, expressar, conhecer-se e brincar:

“Brincar cotidianamente de diversas formas, em diferentes espaços e tempos, com diferentes parceiros (crianças e adultos), ampliando e diversificando seu acesso a produções culturais, seus conhecimentos, sua imaginação, sua criatividade, suas experiências emocionais, corporais, sensoriais, expressivas, cognitivas, sociais e relacionais”, diz o texto.

A importância do brincar para as crianças

O brincar é essencial para o desenvolvimento infantil, pois é por meio da brincadeira que a criança se constitui como sujeito, se socializa, conhece o mundo, aprende e pratica suas habilidades em todos os âmbitos:

  • Cognitivo: durante o processo de brincar, as crianças usam a imaginação, a criatividade e o raciocínio, contribuindo para o seu desenvolvimento integral e processo de aprendizagem.
  • Social e emocional: ao interagirem entre si, as crianças exploram diferentes sentimentos e trabalham habilidades socioemocionais, como autonomia, resiliência, empatia, colaboração, cooperação, negociação e resolução de conflitos.
  • Físico: correr, pular, subir, descer, levantar e sentar são ações que fazem parte de muitas brincadeiras e contribuem para o desenvolvimento motor das crianças, melhorando a coordenação, o equilíbrio e a força muscular.

“O brincar é inerente ao ser humano, assim como inúmeras outras ações. É através dele que a criança desenvolve seu lado criativo, imaginativo e social. Esse ato, que acreditamos ser uma condição da infância, é considerado por muitos estudiosos imprescindível ao ser”, sintetiza uma das inúmeras pesquisas sobre o tema.

É por isso que a Red Balloon tem as brincadeiras não apenas como parte do processo de ensino, mas também como um dos pilares da sua metodologia. Desde a fundação da nossa escola, em 1969, nós entendemos as atividades lúdicas como aliadas e conscientizamos famílias e parceiros sobre o poder dessa abordagem.

Entre em contato