Como reconhecer os diferentes sotaques do inglês com a ajuda de filmes

Confira dicas e indicações de produções de diferentes nacionalidades para treinar seu listening e aprender novas expressões

O inglês é uma das línguas mais faladas do mundo – não é à toa que é usada nas negociações internacionais e no turismo. Mas cada país tem sua particularidade na hora de falar e se expressar no idioma. Um exemplo clássico é a diferença entre o inglês falado nos Estados Unidos e na Inglaterra. Na pronúncia da palavra “water” (água, em português) isso fica bem claro: os britânicos suprimem a letra “r”, saindo com o som de “uá-tá”, já os americanos falam “waa-tR”.

Além do sotaque, existem as expressões, gírias, dialetos e abreviações características de cada região. A palavra “guarda-roupa”, por exemplo, os americanos chamam de “”closet””, enquanto para os britânicos é “wardrobe”.

Como estudar diferentes sotaques?

Os estudantes não precisam saber todas as variações, mas é interessante se familiarizar com diferentes sotaques quando está aprendendo uma segunda língua. Isso ajudará a exercitar bastante a compreensão auditiva, enriquecer o vocabulário e ainda praticar a pronúncia. Assistir filmes é uma forma eficiente e divertida de fazer isso.

As produções norte-americanas dominam os cinemas e os streamings, mas há muitas opções para entrar em contato com outros sotaques e culturas.  A dica é, a princípio, assistir ao filme com áudio original e legenda em inglês. Quando se sentir confiante, desative a legenda. Não se intimide em pausar, voltar ou começar do início, caso não tenha entendido algo.

Verificar as palavras ou expressões desconhecidas no dicionário e fazer anotações é uma ótima prática. Além disso, é interessante se concentrar na pronúncia das frases e tentar dizê-las em voz alta. Que tal tentar? Confira sugestões de filmes para estudar e, de quebra, divertir-se um pouco.

Enola Holmes (sotaque britânico)

Baseada na série literária homônima de Nancy Springer, a Netflix conta em dois filmes sobre a história da inteligentíssima irmã do detetive Sherlock Holmes: Enola Holmes. A narrativa se passa na Londres vitoriana. Uma curiosidade: a atriz Millie Bobby Brown, que interpreta a protagonista, é britânica, mas contou que foi um desafio reproduzir o sotaque local no primeiro filme, lançado em 2020. Acontece que ela tinha passado os últimos anos interpretando uma personagem norte-americana em ‘Stranger Things’ e estava acostumada a falar como os americanos.

P.S. Eu te amo (sotaque irlandês)

Se você gosta de romance, já deve pelo menos ter ouvido falar desse aqui. P.S. Eu te amo fez bastante sucesso nos anos 2000. Ele conta a história de Gerry (Gerard Butler), um homem irlandês, que, antes de morrer, deixou diversas cartas para sua mulher, Holly (Hilary Swank). A narrativa leva o público a uma viagem à Irlanda, onde é possível conhecer os pontos turísticos e muita variação de sotaques.

Procurando Nemo (sotaque australiano)

Sim, esse clássico infantil, que conta a história de dois peixes-palhaço, pai e filho, Marlin e Nemo, foi “gravado” na Austrália. Após se perder de seu pai, o peixinho conhece ao longo do caminho muitos amigos, como a simpática e esquecida Dory. Ao assisti-lo em inglês, você poderá perceber tanto o sotaque americano como o australiano, além de aprender várias gírias do país.

Valente (sotaque escocês)

Mais uma dica de animação que vai te ajudar a se familiarizar com um novo sotaque é o filme “Valente”, da Disney. Ambientada na Escócia, a história acompanha a jovem princesa Merida, que luta para descobrir sua verdadeira identidade, confrontando os desejos de sua mãe. O filme retrata a bela paisagem escocesa e traz diversos elementos da cultura do país, como os clãs, os tartans e o fogo fátuo, além de apresentar o forte sotaque dos escoceses.

Entre em contato