Christmas day: pratos natalinos para fazer com a família

Por meio da culinária, crianças podem praticar o idioma e ainda criar boas memórias com seus familiares

O Natal está chegando! E, com ele, muitas oportunidades de passar um tempo em família. E por que não aproveitar para praticar o inglês também? A culinária, sempre muito marcante nas festas de fim de ano, pode ser um meio de praticar a segunda língua e ainda aprender um pouco mais sobre a cultura gastronômica de outros países.

Os pais podem estimular os filhos a explorarem o vocabulário em inglês aprendido nas aulas para mencionar os ingredientes utilizados nas receitas, em um aprendizado divertido que funciona tanto para os adultos quanto para as crianças. Além disso, é uma oportunidade de conhecer mais sobre a história e a cultura das nações que falam a língua inglesa.

Nos Estados Unidos, por exemplo, os pratos de Natal são muito parecidos com os de Ação de Graças (Thanksgiving). Eles são diversos e possuem inúmeras origens, sendo que a mais predominante é a do Reino Unido. Dentre outros países que fazem sua contribuição no tradicionalismo americano estão Itália, França, Holanda e Alemanha.

Já na Austrália, as tradições se diferem um pouco das europeias. O Natal é comemorado no dia 25, então o almoço natalino é mais importante do que o jantar. Além disso, é verão nessa época do ano, e por isso as comidas buscam ser mais refrescantes. Porém, a influência britânica continua presente.

A Red Balloon trouxe algumas dicas de pratos natalinos para cozinhar e comer com os parentes nessa data tão especial. Confira nossas sugestões:

Roast turkey (peru assado)

O típico peru assado é servido como prato principal nas mesas estadunidenses. De acordo com a revista TIME, os norte-americanos consomem cerca de 22 milhões de perus no Natal. É possível que a carne seja recheada (stuffed) com ovos cozidos, frutos do mar ou mesmo outras carnes. Ela é geralmente acompanhada de vegetais de raiz assados (roasted root vegetables), purê de batata (mashed potatoes) e molho (gravy).

Apple pie (torta de maçã)

Os americanos também amam tortas! A de maçã é bem comum, mas existem outras como a de abóbora (pumpkin pie), noz-pecã (pecan pie) e gemada (eggnog pie). As apple pies exigem uma quantidade imensa de casca (peeling) da fruta e o que sobra pode ser utilizado para fazer o molho de maçã (apple sauce), também muito consumido nas refeições de Natal.

Christmas pudding (pudim de Natal)

Os australianos, com forte influência britânica, comemoram a festividade com um belo pudim. Ele é um bolo pequeno sem cobertura, feito com ingredientes como gengibre (ginger), canela (cinnamon), uvas passas (raisins), amêndoas (almonds), entre outros. Também podem ser adicionadas frutas secas (dried fruits), presentes na receita desde a época da Inglaterra medieval, e uma cobertura de creme custard (custard cream).

Prawns ou shrimps (camarões)

Os camarões não podem faltar nas mesas de Natal da Austrália. Os shrimps tecnicamente são camarões menores do que os prawns, mas os australianos utilizam a segunda nomenclatura sem distinções. Uma tradição comum é preparar os camarões durante um churrasco (barbecue), apelidado de barbie na Austrália. Esse é um costume que combina muito bem com a cultura brasileira, principalmente em cidades litorâneas!

Butter tart (torta de manteiga)

Típica da culinária canadense, a butter tart é muito parecida com os pastéis de Belém do Brasil. Elas têm uma crosta amanteigada e o recheio pode ser substituído por uvas passas brancas (golden raisins), nozes (nuts), caramelo (caramels), gotas de chocolate (chocolate chips), entre outros.

Gingerbread (biscoito de gengibre)

Comuns em toda a América do Norte, os gingerbreads podem ser adoçados com mel (honey), açúcar (sugar) ou melaço (molasses). A família pode brincar com as formas da massa e criar os famosos gingerbread men (homens de gengibre) ou gingerbread houses (casas de gengibre), além das típicas decorações natalinas como estrelas, meias de inverno e árvores de Natal.

Entre em contato