Música na educação infantil: qual é o seu papel?

>

Guitarra, violão, acordes e canções… Não é segredo para ninguém que a música é uma das formas mais comuns de consumirmos arte. Mas, o que nem todo mundo sabe é que, além de nos manter em contato com outras culturas, essa manifestação artística pode ser extremamente benéfica para o processo de aprendizagem das crianças. Então, se você também não vive sem uma boa melodia na sua rotina e quer saber como utilizar a música na educação infantil dos seus filhotes, a Red Balloon preparou um guia completo sobre o assunto.

Nós já falamos aqui no blog como é importante aliar diferentes estratégias nas metodologias de ensino, tornando o aprendizado mais leve e produtivo. As dinâmicas e brincadeiras utilizadas nas escolas são exemplos de como este sistema é trabalhado, embora não sejam a única opção. Afinal, a musicalização na educação infantil também é superdivertida e rica em aprendizagem, e por isso não pode ficar de fora dos primeiros aninhos do ser humano.

Quer se aprofundar no tema? Então, continue a leitura do guia e veja como toda essa estratégia funciona, além de conferir uma lista de atividades com músicas para praticar com a garotada. Vamos lá?

A importância da música na educação infantil

A música na educação infantil é uma importante ferramenta de aprendizagem e socialização.

Durante a infância, os pequenos estão descobrindo como a sociedade se desempenha e aprendendo a lidar com os seus sentimentos, com o próprio corpo e, especialmente, com os outros à sua volta. Dessa forma, a música na educação infantil se torna uma ferramenta de mão dupla para a expressão pessoal e para a interação social.

Portanto, pode-se dizer que a musicalização é considerada um recurso muito importante para a socialização, além de ser uma ótima maneira de introduzir os conceitos da arte no desenvolvimento dos menores. Além disso, especialistas e pedagogos afirmam que a música ajuda a fortalecer as funções psicomotoras, formadas pelas habilidades motoras, intelectuais e afetivas.

Vale frisar que as canções também carregam linguagens e podem ser expressadas em diferentes gêneros, representando a cultura de cada região — incluindo o próprio estilo de vida familiar. Por esse motivo, não é necessário manter a música na educação infantil restrita apenas às cantigas para crianças e similares, ok? Explorar outros estilos faz parte do processo de ensino e o torna mais fun e enriquecedor.

5 benefícios da musicalização na educação infantil

A música está associada a momentos de lazer e sensações de bem-estar — independentemente de qual o seja o estilo musical que domine a playlist —, e por isso ela é capaz de tornar a aprendizagem mais prazerosa e convidativa aos pequenos. Porém, o entretenimento e a capacidade de conquistar a atenção da garotada não são os únicos benefícios proporcionados pela musicalização na infância.

Por se tratar de uma atividade interdisciplinar, essas vantagens podem ser as mais diversas, de acordo com a área na qual for aplicada. Além disso, existem ainda aqueles ganhos que são atribuídos em todas disciplinas. Em resumo, os proveitos são inúmeros.

E, para ir mais a fundo na explicação da importância da música na educação infantil, listamos em detalhes cinco desses ganhos no desenvolvimento das crianças — e mostramos a seguir como o uso da metodologia faz com que estes pontos positivos sejam notados. São eles:

1. Melhora a sensibilidade

Como já mencionamos, a música é uma forma de arte e de expressão humana, ativando áreas do cérebro responsáveis por emoções negativas e positivas. Assim, entrar em contato com este lado artístico na infância é um ótimo caminho para ensinar as crianças a lidarem com os seus sentimentos e construírem sua inteligência emocional.

2. Aumenta a criatividade

Por seu caráter lúdico, a música na educação infantil é uma excelente ferramenta para estimular a criatividade. Principalmente por agrupar melodias, versos carregados de manifestações culturais e até mesmo danças e passos típicos, as composições promovem o contato mais próximo dos pequenos com o restante do mundo à sua volta, despertando a curiosidade e a imaginação.

3. Fortalece a memorização

Sabemos como é fácil decorar qualquer propaganda de TV com seus jingles que “grudam” na mente, não é mesmo? Pois é, e saiba que as melodias também são responsáveis por este feito e funcionam igualmente para as cantigas da escola, que sempre vêm com algum ensinamento. Ou seja, não é à toa que as musiquinhas que aprendemos na infância são lembradas pelo resto da vida. Assim, neste tópico notamos dois ganhos, já que a boa memorização é uma forte aliada da concentração.

4. Impulsiona o raciocínio lógico

Os matemáticos defendem que a música na educação infantil auxilia no desenvolvimento do raciocínio lógico, uma vez que está ligada a uma contagem ritmada de tempo, a harmonização de instrumentos e composições, a diferenciação de tons e semitons, entre outros. Logo, o estudo da musicalização, posteriormente, pode até resultar em pesquisas científicas notáveis, como as descobertas de Pitágoras sobre as cordas musicais.

5. Contribui para a alfabetização

A música na educação infantil colabora para a alfabetização e o letramento a partir dos seus padrões e artifícios próprios de linguagem. Com isso, a criança tem a possibilidade de conhecer a comunicação escrita de uma maneira mais natural e fluída, melhorando até o vocabulário e a dicção. Além disso, com os alunos maiores o recurso é usado ainda para explicar outros conceitos gramaticais de modo descomplicado. 

5 formas de utilizar música na educação infantil

Usar música na educação infantil faz com que os pequenos e aprendam muito e se divirtam ao mesmo tempo!

Todo mundo conhece brincadeiras e jogos que utilizam a música para divertir as crianças. Mas, quando se trata de musicalização na educação infantil, existem diversas alternativas para explorar essa prática. 

Para mostrar isto na prática, elencamos cinco caminhos que lhe permitirão incluir a música na rotina dos seus pequenos de modo educativo, mas sem deixar a diversão de lado:

1. Filmes e desenhos musicais

Os filmes e desenhos musicais estão entre os programas de televisão e de streaming preferidos das crianças, concorda? E a maioria deles também podem ser educativos e abordar assuntos variados, incluindo curiosidades sobre ciência, natureza, história e geografia, por exemplo. E o melhor é que esse tipo de conteúdo geralmente é direcionado para crianças menores — ainda na primeira infância —, mas também oferecem opções para os maiorzinhos.

2. Aulas de canto e de instrumentos

Matricular seus filhotes em aulas de canto, violão ou flauta, por exemplo, é uma maneira de instigar a criatividade e despertar as habilidades dos pequenos para o mundo das artes. Algumas escolas podem incluir esse tipo de aula na sua grade curricular, proporcionando um ensino integrado e interdisciplinar da música na educação infantil igualmente vantajoso para os estudantes.

3. Cursos extracurriculares

Em outras instituições, as aulas de música na educação infantil podem fazer parte de atividades extras e totalmente focadas em potencializar o desenvolvimento dos pequenos e dos jovens. Este é o caso da Red Balloon, que oferece o Music Squad para crianças de 3 a 16 anos. 

Este curso exclusivo consiste em fortalecer a consciência corporal, os laços culturais e a percepção auditiva em relação ao inglês com aulas práticas e teóricas, tudo envolvendo o universo musical e artístico. Para saber mais, acesse o site oficial e fique por dentro da abertura de novas turmas em uma das unidades da sua cidade!

4. Apresentações culturais infantis

Assim como nos desenhos animados, as peças teatrais e os shows musicais destinados a crianças possuem um caráter educativo muito valioso. Aqui vale desde eventos produzidos pelas instituições de ensino até apresentações puramente artísticas, ok?

Ah, e saiba que por se tratar de um contato presencial com estas atividades culturais, os sentidos e as sensações dos pequenos ficam ainda mais aguçados — além, é claro, de também ser uma ótima alternativa para fugir da rotina com os filhotes.

5. Músicas e cantigas tradicionais

É lógico que não poderíamos deixar de fora as tradicionais músicas da educação infantil — ou seja, aquelas que vão passando de geração em geração e certamente você já ouviu ao menos uma vez quando era criança. 

É importante explicar que apesar deste tipo de cantiga não trazer nenhum conhecimento de mundo muito significativo, são fundamentais para estimular a sensibilidade dos pequenos, fazendo-os explorar o sentido das palavras e as sensações que cada vocabulário pode despertar, por exemplo.

3 atividades com música na educação infantil

Dentro de cada uma das alternativas de uso da música na educação infantil apresentadas no tópico anterior, existem os passatempos e os exercícios responsáveis pelos benefícios que você já conhece. A boa notícia é que muitas dessas dinâmicas podem ser estimuladas também em casa, com a família reunida em um momento que una lazer e estudo.

E, se você precisa de sugestões de atividades com música para colocar em prática com seus filhotes, selecionamos três ideias que vão ajudar a garotada a treinar a linguagem, a percepção auditiva, a coordenação motora e a consciência corporal. São muitas habilidades trabalhadas, não é mesmo? Então, confira a lista:

1. Desafio da rima

As rimas são estudadas a fundo durante o ensino básico, a fim de facilitar a compreensão de regras gramaticais e explicar sobre os gêneros textuais — como a poesia, por exemplo. Para brincar com as crianças, escolha um estilo de rima e desafie-as a criar uma pequena música com 4 ou 6 versos. Essa atividade ajuda a aumentar o vocabulário, descobrir as inúmeras combinações fonéticas da língua e aproximar os “compositores mirins” da criatividade artística.

2. Bandinha rítmica

A bandinha rítmica é uma das mais famosas atividades com música na educação infantil, e os pequenos amam a experiência de tocar instrumentos. O exercício é perfeito para aperfeiçoar as funções motoras e o raciocínio lógico. Para os papais e mamães que gostam de colocar a mão na massa, dá até para construir seus próprios itens sonoros, como o chocalho, o surdo, os pratos e o triângulo.

3. Jogos musicais eletrônicos

E já que a nova geração de crianças e adolescentes não dispensam passar algumas horas do dia conectados aos aparelhos eletrônicos, aproveite os apps e softwares para introduzir a música na educação infantil usando a tecnologia. Na internet é possível encontrar jogos para quem quer dançar com os filhos, para quem quer cantar, para quem curte quiz musical e muitas outras opções com diversão e aprendizado garantidos. Nas lojas de aplicativos online, existem estes tipos de games até mesmo para treinar novos idiomas enquanto solta a voz. Ou seja, motivos para baixá-los não faltam.

Viu só quantas ideias legais de musicalização para crianças nós lhe trouxemos? Agora que você já sabe que utilizar a música na educação infantil cumpre um papel importante no desenvolvimento intelectual e social dos pequenos — e por isso deve ser aplicada durante toda a infância —, nada melhor do que dar o play nas atividades que ensinamos acima para que seus filhotes aprendam brincando — e, claro, cantando!

Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Siga nosso instagram!

1
2
0
0
4
0
2
0
0
0
4
0