Empreendedorismo para crianças: como estimular?

>

A arte de empreender é uma tendência que só cresce no mercado econômico mundial. Pensando sempre no futuro da garotada, a Red Balloon preparou um guia completo para você, mamãe e papai que querem descobrir como ensinar empreendedorismo para crianças desde cedo e abrir as portas para um futuro promissor. Então continue a leitura e não perca nenhuma dica!

Antes de mais nada, vale destacarmos que empreender tem se tornado uma opção popular não apenas pelos benefícios que traz — como poder ser o seu próprio chefe e ter maior flexibilidade com os horários —, mas também pelas centenas de ferramentas e informações que atualmente estão disponíveis online, tornando o ramo ainda mais lucrativo. 

E, para aqueles que aprendem desde pequenos como funciona este processo, as vantagens são ainda maiores. Portanto, que tal saber mais sobre o empreendedorismo infantil?

O que é empreendedorismo infantil?

Enquanto a educação financeira infantil ensina os pequenos a administrarem o dinheiro, o empreendedorismo para crianças mostra como montar e gerir um negócio. Ou seja, o objetivo é apresentar a forma correta de alcançar metas para manter o business estável por longos períodos.

Para quem nunca teve contato com o mundo dos negócios, entrar repentinamente no empreendedorismo pode resultar em alguns erros graves para uma empresa iniciante, dificultando a sua permanência no mercado.

Nesse sentido, o empreendedorismo infantil é um recurso valioso, uma vez que permite que a criança assimile desde pequena os conhecimentos necessários. Dessa forma, ela terá mais desenvoltura quando precisar aliar a prática com o estudo da área e ter um projeto bem sucedido.

Sim, existe cada vez mais crianças empreendedoras

O perfil de futuro empreendedor pode ser identificado logo nos primeiros anos de vida, seja pelo interesse em jogos que envolvam administração, dinheiro e negociações, seja pela iniciativa de vender doces na escola, por exemplo. E aqui, atenção: cada pequeno gesto deve servir de estímulo para aproximar a garotada de tal universo.

Desse modo, o empreendedorismo para crianças e adolescentes não precisa necessariamente estar ligado à criação de uma empresa, afinal, os conceitos e exercícios experimentais são tão importantes quanto a prática, até mesmo para os adultos iniciantes no ramo. 

Isso significa que você pode sim ensinar o seu filho a empreender desde a infância sem precisar de um grande investimento — ou melhor ainda, investindo quase nada! É só seguir as nossas dicas.

6 benefícios do empreendedorismo na educação infantil

Se para os adultos — que já passaram pela fase de aprendizado intenso — estudar sobre o assunto pode trazer inúmeras vantagens em todos os âmbitos da vida, imagine como as aulas e atividades de empreendedorismo para crianças podem alavancar o desenvolvimento infantil

Para exemplificar, elencamos abaixo 6 benefícios de ensinar os pequenos a empreenderem. São eles:

Incentiva a proatividade

O dono de uma empresa precisa ser proativo para tomar a frente do seu negócio, e incentivar esse comportamento desde cedo é a primeira conquista do empreendedorismo para crianças. 

Com as práticas de empreendedorismo infantil, é comum que o seu filho passe a querer solucionar problemas, tomar decisões e dar opiniões relevantes sempre que se deparar com algum obstáculo em qualquer aspecto da vida.

Treina a resiliência

Desistir com certeza não faz parte do vocabulário das crianças empreendedoras. O que muitos podem chamar de teimosia, na realidade trata-se de resiliência e confiança no próprio trabalho.

Ao incentivar a sabedoria da garotada no mundo dos negócios, você fará com que elas aprendam a tentar duas, três ou quantas vezes forem necessárias até alcançar o objetivo traçado.

Desenvolve o senso de comprometimento

Ter senso de comprometimento e responsabilidade também é uma habilidade fundamental que o empreendedorismo para crianças desperta nos menores. As atividades experimentais não devem ser uma fonte de renda, mas é importante levá-las a sério para que se chegue a resultados concretos e motivadores.

Assim, no futuro, o seu filho terá de onde tirar inspiração e conhecimento para, de fato, empreender, além de entender o comprometimento necessário para a atividade.

Ensina sobre planejamento

O planejamento é a alma do negócio, afinal, existem etapas que não podem ser puladas no processo de criação de uma empresa, como orçamentos, pesquisa de público, margem de lucro, entre outros. 

O empreendedorismo para crianças desenvolve essa função principalmente por meio da organização e da disciplina na hora de seguir um passo a passo.

Amplia a visão de mundo

Como já mencionamos, a infância é a fase do aprendizado intenso, na qual toda informação ganha um espacinho especial no cérebro da garotada e é levada pelo resto da vida. 

Por esse motivo, o empreendedorismo infantil ajuda a qualificar o conhecimento dos pequenos e faz com que cheguem na vida adulta com uma visão de mundo ampliada e uma bagagem de experiências que ajudará em qualquer caminho profissional que decidirem trilhar.

Facilita a solução de problemas

O empreendedorismo para crianças ensina-as a enxergar além do que lhe é exposto e a pensar em novas alternativas para resolver inúmeras situações.

Enquanto tem um contato com o mundo dos negócios, a garotada também descobre quais das suas ideias funcionam, quais podem ser aprimoradas, quais não fazem sentido para o contexto… E assim por diante!

Como estimular o empreendedorismo para crianças

Se você chegou até aqui é porque realmente quer descobrir como introduzir o empreendedorismo para crianças em casa e mantê-las interessadas no assunto, não é mesmo? Então veja a seguir algumas maneiras simples e divertidas de realizar esta missão:

Produzir itens de uso pessoal

A internet está cheia de tutoriais de brinquedos e utensílios domésticos que podem ser criados em casa como uma atividade de empreendedorismo infantil. 

Essa ocupação ajuda a mostrar o valor do trabalho e ainda instiga a imaginação e a criatividade na hora de produzir do zero um item novo — como um instrumento musical utilizando garrafas, latas e outros materiais recicláveis ou um brinquedo, por exemplo.

Promover feirinha de usados

Já que o empreendedorismo para crianças pode ser ensinado a partir de uma quantia mínima de dinheiro, tente promover uma feirinha com itens usados e seminovos. 

Os produtos podem vir de casa mesmo — aproveitando o gancho aqui para mostrar um pouquinho da importância da sustentabilidade nos negócios — e a venda tem como opção ser realizada até mesmo online, tanto por meio de páginas nas redes sociais quanto de um site de e-commerce.

Participar de projetos voluntários

Os projetos voluntários sempre visam solucionar o problema de alguém acima de qualquer benefício financeiro. Esse conceito também deve ser trabalhado no empreendedorismo para crianças! 

Assim, os pequenos desenvolvem responsabilidade social e entendem a importância da sua participação como cidadãos e como empreendedores ao gerarem algo de valor para uma comunidade ou grupo de pessoas.

Investir em escolas que abordam a temática

Para ter um respaldo profissional no que diz respeito a abordagem teórica, investir em escolas que utilizam o recurso da interdisciplinaridade para oferecer o empreendedorismo na educação infantil é fundamental.

As aulas particulares com professores especialistas em finanças e negócios podem ser uma opção, mas muitas instituições de ensino básico e de idiomas já inserem a temática dentro de suas atividades curriculares.

Na Red Balloon, por exemplo, a metodologia é voltada para a formação completa do aluno — além da qualidade de ponta no ensino de inglês focado em crianças e jovens até os 17 anos —, com projetos e eventos que tratam do empreendedorismo de forma leve, mas muito instrutiva. Para saber mais sobre os programas aplicados a cada faixa etária, acesse nosso site!

Empreendedorismo para adolescentes na prática

Embora as dicas anteriores sobre empreendedorismo para crianças funcionem muito bem para os adolescentes, vale ressaltar que os mais velhos já estão prontos para ter um contato próximo e ainda mais real com a área. Ou seja, a fase do lúdico já começa a ficar de lado e o ideal é que seu filho realmente tenha um plano de negócio eficiente e rentável.

Nesse caso, os conceitos teóricos que envolvem números, definições e termos importantes para o futuro empreendedor precisam ser explanados em conjunto com a execução de um projeto que tenha um breve retorno financeiro. 

Como sugestão, selecionamos mais algumas ideias que podem complementar as atividades já aplicadas no empreendedorismo infantil. Veja só:

Inclua o adolescente na tomada de decisões

Ter contato com as finanças domésticas ajuda o adolescente a diferenciar qual é o dinheiro que deve ser reaplicado na empresa e qual é o dinheiro de uso pessoal — uma das maiores dificuldades de quem está iniciando o próprio negócio na fase adulta e não teve nenhum preparo. 

Além disso, seu filho poderá entender a sua própria realidade financeira e quais são seus limites, desenvolvendo uma visão mais realista do mundo dos negócios.

Monte um negócio online

Os negócios online estão vivenciando um boom histórico nos últimos anos e já se tornaram tendência em todos os setores do mercado. A vantagem para os jovens empreendedores é a alta visibilidade e o baixo custo de investimento. 

Assim, dá para começar vendendo qualquer coisa, desde alimentos caseiros até roupas e acessórios com entrega no país inteiro.

Aposte em cursos profissionalizantes

Ao contrário do empreendedorismo para crianças — no qual a escolha de uma profissão ainda pode ser muito abstrata na mente do pequenos — os adolescentes já devem começar a pensar no assunto, e efetuar a matrícula em um curso profissionalizante com certeza ajuda — e muito — nessa decisão. 

Esse tipo de cursinho tem em média 18 meses e é um ótimo preparatório para o jovem iniciar o seu negócio com um diploma na área.

Aqui neste guia você pôde conferir dicas e sugestões de como estimular o empreendedorismo para crianças e adolescentes, além de aprender como essas habilidades têm um papel importante no desenvolvimento infantil. E o melhor é que cada ação dessa terá resultados ainda mais positivos quando aprimoradas na fase adulta!

Assim, a lição que fica é uma só: aplique os pequenos passos acima na rotina de seu filho e apresente-o a este universo de possibilidades que é empreender, pois isto fará toda a diferença para que ele seja um futuro profissional de sucesso. Pode apostar! 

Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Siga nosso instagram!