Dificuldade de aprendizagem: como identificar e contornar

>

Baixo rendimento, problemas de concentração e desinteresse pela escola são alguns dos desafios enfrentados pelas crianças com dificuldade de aprendizagem.

E, se você percebeu que seu filho tem algum desses comportamentos, mas ainda não sabe como lidar com a situação, fique tranquila (o), pois a Red Balloon conversou com profissionais da área pedagógica e elaborou um guia que com certeza lhe ajudará a melhorar o desempenho escolar dos seus pequenos.

De início já destacaremos que transtorno e dificuldade de aprendizagem são questões distintas e cada uma delas precisa de atenção e de acompanhamento específicos. Portanto, esteja de olho nas diferenças que listaremos ao longo deste manual, para então procurar os profissionais adequados a fim de dar um diagnóstico preciso sobre o quadro do seu filho, combinado? 

Agora, continue a leitura para entender tudo sobre o assunto e turbinar o desenvolvimento escolar da garotada. Vamos lá?

O que é dificuldade de aprendizagem?

Em suma, a dificuldade de aprendizagem surge por fatores externos relacionados ao ambiente no qual a criança está inserida. Dessa forma, um aluno com dificuldade escolar não necessariamente precisará de acompanhamento médico para recuperar o rendimento e desenvolver-se cognitivamente de forma proporcional a sua idade.

Em contrapartida, um transtorno de aprendizagem, como a dislexia — distúrbio que envolve fala tardia e desenvolvimento lento da leitura —, trata-se de um problema de origem neurobiológica. Isso significa que algumas áreas do cérebro não atuam da maneira esperada. Neste caso, profissionais da saúde e da educação precisam trabalhar em conjunto no tratamento do menor, especialmente durante os primeiros anos escolares.

Logo, a dificuldade de aprendizagem não é um problema exclusivo dos transtornos neurobiológicos e pode sim surgir em crianças com o funcionamento perfeito do cérebro. Mas, vale ressaltar que em ambos os casos, algumas mudanças no estilo de vida da família podem ser cruciais para melhorar o desenvolvimento cognitivo dos pequenos, como lhe mostraremos mais adiante.

Como identificar uma criança com dificuldade escolar?

É essencial reconhecer alguns aspectos da dificuldade de aprendizagem para saber como lidar da melhor forma possível.

Ao notar a dificuldade escolar em um filho, muitos pais e mães recorrem primeiramente a um médico, como pediatras ou psiquiatras. Entretanto, quando não há o diagnóstico de nenhum distúrbio neurobiológico — e portanto o clínico não poderá fazer intervenções terapêuticas —, o tratamento depende essencialmente da família e da escola.

Sendo assim, é muito importante esclarecer que mesmo sem o apontamento de um transtorno, descobrir o mais rápido possível o que têm causado a dificuldade de aprendizagem será decisivo para que a criança volte a desenvolver seu conhecimento em um nível satisfatório para sua idade e não sofra outros danos no seu desempenho cognitivo.

Logo, se você identificou que seu filhote apresenta desinteresse pela escola, notas baixas, dificuldade de aprendizagem ou outros sinais semelhantes, entre em contato com os educadores responsáveis para ter uma visão melhor da situação, e em conjunto analisem se há a necessidade de procurar uma opinião médica.

Bom, agora é possível que você esteja se perguntando quais são os fatores externos que talvez estejam causando as dificuldades de aprendizagem no seu filhote, acertamos? Pois bem, lhe responderemos isso e muito mais logo abaixo.

Principais causas dos problemas de aprendizagem

Embora a criança tenha seu organismo funcionando perfeitamente — o que é essencial para uma alfabetização e educação eficaz —, algumas questões externas podem interferir no desenvolvimento saudável das áreas cognitivas e emocionais. E, a partir daí, teremos não só a dificuldade de aprendizagem, como também os problemas de relacionamento social com outras pessoas, além do bloqueio na construção da inteligência emocional.

No âmbito pedagógico, existem inúmeras ferramentas que auxiliam na reparação destes atrasos do desenvolvimento e do conhecimento escolar. No entanto, o primeiro passo é sempre identificar a origem do problema e só então buscar maneiras viáveis de repará-lo.

Dentro das causas para a dificuldade de aprendizagem, as principais são:

Conflitos familiares ou sociais

Tanto a criança quanto o adolescente que cresce em um ambiente conflituoso tende a refletir isso no seu comportamento e no seu interesse pelos estudos. Se na escola o aluno é vítima de bullying, não consegue estabelecer relações de amizade com seus colegas ou não é bem recebido pelos professores, por exemplo, a queda no rendimento pode ser acompanhada ainda pelo pedido constante de faltar às aulas.


Já no caso de problemas familiares, o estudante também pode sentir-se ansioso, desmotivado, ter dificuldade de concentração nas tarefas e no cumprimento das lições de casa. Por esse motivo, é imprescindível proporcionar um cenário harmonioso e feliz para que o pequeno se dedique aos estudos sem preocupações externas.

Método pedagógico errado

Nós sempre afirmamos aqui no blog como a metodologia de ensino é importante para sanar a dificuldade de aprendizagem. Isso porque uma estratégia pedagógica errada é capaz de prejudicar a formação de uma turma inteira. Então, se você já tomou conhecimento de que os outros alunos da classe também estão com a mesma dificuldade escolar, é possível que a falta esteja sendo cometida na abordagem utilizada pelo educador.

Mas vale lembrar que mesmo que seu filho seja o único com problemas de aprendizagem, conversar com o professor e com os coordenadores da instituição é fundamental para identificar se o método de ensino é realmente ideal para o seu pequeno e quais outras táticas podem ser usadas para solucionar a situação.

Espaço de estudo inadequado

Na infância, o desenvolvimento físico e intelectual estão diretamente ligados, tornando essencial que o local de estudo seja confortável e propício para a concentração. Assim, na escola as salas de aula precisam ser iluminadas e ventiladas, e as mesas e cadeiras devem ter a altura adequada. Além disso, é importante que o ambiente seja climatizado e o espaço para os intervalos e dinâmicas tenham amplitude.

Em casa também é importante ter um cantinho reservado para as tarefas escolares, nem que seja somente uma bancada de estudos dentro do quarto. Neste caso, o mais importante para combater a dificuldade de aprendizagem é que o local seja silencioso, confortável e sem elementos distratores, como televisão, celulares e brinquedos.

Ausência de uma rotina

A rotina é outro elemento fundamental no desenvolvimento de qualquer criança, em especial para aquelas que possuem alguma dificuldade de aprendizagem. Afinal, quando não existe uma programação diária e regrada para o cumprimento de todas as tarefas e para delimitar o horário de lazer, é comum que os pequenos sintam-se bem preguiçosos com as atividades escolares e queiram passar o dia inteiro brincando.


Pedagogos defendem a ideia de que ter um horário fixo para dormir, comer, estudar e se divertir ajuda todas as necessidades biológicas a entrarem em equilíbrio e facilita o cérebro a assimilar o momento correto para cada tarefa de forma natural. Ou seja, ter uma rotina bem definida pode ser o ponto de virada para reduzir os desgastes emocionais e psicológicos da criança, e ainda minimizar as dificuldades de aprendizagem.

Como agir diante das dificuldades de aprendizagem?

É preciso ter paciência para que, após a identificação da dificuldade de aprendizagem, os pequenos se adaptem as novas rotinas.

Mesmo após encontrar a causa da dificuldade de aprendizagem e tomar a atitude inicial mais viável para contorná-la, é comum que demore algumas semanas para que a criança recupere o seu ritmo de estudo — afinal, o pequeno organismo infantil precisa se readaptar aos novos estímulos, situações e/ou ambiente no qual está sendo submetido.

Dado isso, algumas mudanças no dia a dia do menor e no comportamento daqueles que estão a sua volta podem ajudar a lidar melhor com toda a situação e eliminar mais rapidamente os tais problemas de aprendizagem. 

Para exemplificar, abaixo elencamos pequenas atitudes diárias que farão toda diferença para potencializar um aprendizado infantil eficiente e de qualidade:

O diálogo é indispensável

O segredo para entender quais são as dificuldades escolares do seu filho é manter o diálogo. Sempre pergunte como foram as aulas, o que ele aprendeu naquele dia, qual a sua matéria preferida e qual a disciplina mais difícil, por exemplo. A partir disso você também estará por dentro da rotina escolar e poderá até compreender melhor o motivo de cada nota, seja ela baixa ou alta.


Ah, e vale lembrar que manter contato com a instituição de ensino é parte do processo, combinado? Não tenha receio de perguntar sobre o desempenho do seu pequeno, de buscar conhecer a metodologia empregada e, até mesmo, de solicitar o plano de aulas caso ache necessário. Afinal, o importante é que pais e responsáveis participem ativamente da educação da garotada.

A integração do aluno é essencial

Como mencionamos anteriormente, muitas crianças desenvolvem as dificuldades de aprendizagem por não se sentirem à vontade dentro da comunidade escolar. Portanto, a relação entre aluno, colégio, colegas de turma e família precisa ser amistosa, de modo que incentive o entusiasmo dos pequenos a se envolverem de forma legítima nas aulas.

Se a escola proporciona eventos, atividades extracurriculares e programações de finais de semana, leve o seu filho para participar e, quando possível, acompanhe as dinâmicas também. Essa experiência é ótima para superar os problemas de aprendizagem e ainda fortalecer as funções executivas.

A escola deve adaptar sua metodologia

Ainda que a criança com dificuldade de aprendizagem não precise de um tratamento especial, é dever da instituição de ensino observar como as práticas psicopedagógicas podem auxiliar no desenvolvimento de toda a turma e reaver uma estratégia que solucione o problema enfrentado pelo aluno que apresentar algum bloqueio.

A pedagogia afetiva, por exemplo, é uma metodologia que tem ganhado espaço nas escolas do mundo inteiro, e se dedica na formação do aluno como um todo, incluindo o aspecto intelectual e social — o que facilita a identificação de qualquer problema que venha causar a dificuldade de aprendizagem, agilizando também a solução do caso.

É fundamental ainda ressaltar que a dificuldade de aprendizagem na infância pode parecer assustadora, mas é simples de ser resolvida, desde que você conte com os profissionais certos para esta missão — como acontece na Red Balloon, que muito mais do que uma escola de inglês para crianças e jovens, é também a aliada de pais e responsáveis no desenvolvimento intelectual dos seus filhos, tudo de forma personalizada às necessidades de cada aluno.

Bom, agora você já sabe como identificar e como agir caso seus filhotes demonstrem qualquer dificuldade de aprendizagem, não é mesmo? Então, aproveite todas as dicas acima para melhorar o boletim da criançada e acabar de vez com qualquer obstáculo que esteja atrapalhando os estudos dos pequenos! 

Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Siga nosso instagram!

1
2
0
0
4
0
2
0
0
0
4
0