Como ajudar no desenvolvimento da criatividade infantil?

>

10 de fevereiro, 2021

Muito mais do que um meio para a diversão, a criatividade infantil cumpre uma função importantíssima para o crescimento saudável e para o amadurecimento cognitivo da criança — principalmente quando o ambiente e a família dão um empurrãozinho extra para aflorar a imaginação dos pequenos. E, para que você entenda a relevância dessa habilidade na vida do seu filhote e descubra como tornar os seus dias em família mais criativos, a Red Balloon preparou um guia imperdível sobre criatividade infantil e seus benefícios.

É importante destacar que as mentes criativas são sempre presenteadas com adjetivos positivos referentes a genialidade, inteligência, inovação, proatividade, entre outros atributos. E essa boa fama não é à toa, já que especialmente na fase adulta, a criatividade ajuda a resolver problemas com maior agilidade, criar soluções e estratégias mais eficientes, além, é claro, de ser a responsável pelas grandes ideias revolucionárias desde o universo da ciência e da tecnologia até o mundo dos negócios.

Mas na prática, como estimular a criatividade infantil para que ela se desenvolva de forma mais produtiva e se prolongue até a vida adulta? Continue a leitura para encontrar a resposta e aprender tudo o que você precisa saber para manter a garotada supercriativa!

A importância da criatividade para o desenvolvimento da criança

A criatividade infantil é um dos elementos natos que mais contribui para a formação do indivíduo como um todo — afinal, são as pequenas invenções e gigantescas curiosidades que mostram para a criança como a sociedade funciona, além das centenas de habilidades e exercícios que ela pode desempenhar.

Sendo assim, ao longo da infância o seu filho poderá vivenciar o processo criativo de diferentes formas. Do primeiro ao terceiro ano de vida, por exemplo, quando os bebês estão conhecendo as texturas, os sons e os sabores, é comum ver as mãozinhas sempre levando os objetos para a boca. Já a partir dos 3 anos, a curiosidade é suprida pela fase dos “por quês?”, que segue até o período de latência do desenvolvimento infantil.

Criatividade e o desenvolvimento infantil

Como resultado dessa dedicação em explorar o mundo à sua volta, a criatividade infantil aprimora algumas habilidades essenciais para o desenvolvimento da criança, como as funções executivas, compreendidas pelo autocontrole, pela flexibilidade cognitiva e pela memória de trabalho — funções que atuam no domínio das ações e dos pensamentos do indivíduo.

Logo, com maior controle sobre o próprio raciocínio, o pequeno tende a absorver novas informações com facilidade, aprender mais rápido, encontrar alternativas práticas para resolver exercícios propostos e memorizar conteúdos de forma permanente — driblando a curva do esquecimento de uma vez por todas.

Criatividade infantil e o desempenho escolar

Como é de se esperar, com o raciocínio lógico mais ágil e organizado, o desempenho escolar pode melhorar significativamente graças ao estímulo da criatividade infantil. E, até mesmo problemas de aprendizagem e o baixo interesse pelos estudos podem ser resolvidos com as atividades criativas e servir de motivação para estudar.

Contudo, os educadores e a instituição de ensino devem saber estruturar a melhor metodologia pedagógica, a fim de estimular a criatividade infantil da maneira mais adequada — pois vale lembrar que por mais que seja fundamental deixar a imaginação livre, é necessário ter propósitos e técnicas que tornem as invenções da garotada em algo produtivo.

O papel da educação infantil para a criatividade

A relação entre a educação e a criatividade infantil é, na realidade, uma via de mão dupla — visto que da mesma forma que as atividades criativas podem melhorar o desempenho dos alunos, as estratégias de ensino devem ainda alimentar o lado criativo dos pequenos. Para isso, é importante que o ambiente escolar incite a criatividade, do mesmo modo que o plano pedagógico deve prever o estímulo dessa habilidade.

A construção do ambiente facilitador da criatividade infantil

Como já mencionamos, a criatividade infantil é uma habilidade nata, que se desenvolve de acordo com o crescimento da criança. No entanto, o ambiente ao qual o pequeno está inserido — isto é, vínculos afetivos com a família, boas relações com professores e a convivência com amiguinhos e colegas — precisa instigar a sua imaginação em descobrir o mundo à sua volta.

Dito isso, pequenas ações do cotidiano — que vamos abordar em detalhes mais a frente — podem influenciar fortemente na maneira como o seu filho enxerga e se comporta diante de determinadas situações. Seja para concluir as tarefas escolares sozinho, para fazer novas amizades ou mesmo para criar suas próprias brincadeiras e formas de se divertir.

A contribuição pedagógica no estímulo da criatividade

Dentro do ambiente escolar, o estímulo da criatividade infantil ganha um novo aspecto, focado no fortalecimento do senso crítico, da disciplina e do uso da independência e autonomia com responsabilidade. Logo, o papel do educador é indispensável para dar a orientação necessária e engajar a turma com os exercícios em grupo.

Assim, segundo a Mestre em Educação, Zélia Oliveira, e a Psicóloga PhD, Eunice Alencar, os professores precisam valorizar as competências dos alunos, contribuir para a construção de um ambiente harmonioso pensando na classe como um todo e, ainda, estruturar as metodologias pedagógicas para favorecer o processo de ensino e aprendizado.

7 dicas para estimular a criatividade infantil no cotidiano

Uma forma de estimular a criatividade infantil é inserindo a arte na rotina da família, o uso da pintura pode ser uma boa opção para que os pequenos se divirtam criando.

Para os pais e demais responsáveis que desejam contribuir para o desenvolvimento da criatividade infantil, diversos hábitos que impulsionam a imaginação dos pequenos — e ainda divertem-os — podem ser incluídos na rotina da garotada

E, para te inspirar, abaixo selecionamos sete dicas de atividades para você incluir no dia a dia da família. Veja:

1. Invente novas brincadeiras com as crianças

Brincadeiras prontas são garantia de diversão, porém, criar novas dinâmicas ou adaptar as regras dos jogos que a criançada já curte pode ser muito mais instigante. Então, antes de começar a brincar, peça ao pequeno para mudar uma regra ou mesmo alterar o objetivo final do jogo — desde que tenha coerência e seja justo para todos os participantes.

2. Adote o hábito da leitura colaborativa

A leitura colaborativa é uma ótima aliada da criatividade infantil, uma vez que o hábito de ler agrega novos conhecimentos, melhora a comunicação, fortalece o raciocínio lógico, entre outros benefícios. Opte por gêneros de acordo com a idade dos seus filhos para prender a atenção com mais facilidade — afinal, da literatura infantil ao infanto juvenil e jovem adulto, com certeza diversas histórias vão conquistar o interesse dos pequenos.

3. Inclua a arte na rotina da família

O papel da arte na educação infantil é muito mais do que apenas didático: ela auxilia a criança a lidar com suas emoções, expressar seus sentimentos com clareza e se comunicar de maneira mais complexa com o mundo. A dica aqui é incluir visitas a teatros, museus, aulas de dança, música e pintura, além de deixar os pequenos livres para brincarem com tintas, cores, texturas e materiais diferentes.

4. Priorize atividades fora do mundo virtual

Por mais que a tecnologia esteja cada vez mais presente no dia a dia de todos, manter atividades fora do mundo virtual é essencial para trabalhar a criatividade infantil e equilibrar as fontes de estímulos às quais o cérebro dos pequenos é exposto. Assim, as atividades manuais e que exigem esforço tanto intelectual quanto físico são as mais recomendadas.

5. Conheçam diferentes culturas e estilos

Cada indivíduo faz parte de um grupo social no qual determinada cultura e estilo de vida prevalecem — o que não significa estar limitado(a) apenas aos costumes do seu grupo. Por isso, é interessante mostrar para as crianças que existem outros modos culturais e jeitos de direcionar a vida e suas preferências pessoais — e, óbvio, eliminar qualquer tipo de preconceito ou discriminação pelas culturas diferentes.

6. Tenha cuidado com as críticas e regras

Da mesma forma que os professores devem valorizar o desempenho e as conquistas dos alunos, os pais também precisam reconhecer o esforço dos seus filhotes e ter todo cuidado com críticas e regras excessivas que possam limitar a criatividade infantil. Ou seja, o diálogo deve ser sempre a alternativa quando for necessário advertir a criança em algo.

7. Reserve um tempo livre recreativo

O tempo livre é fundamental para restabelecer o foco, a energia e a disposição, portanto, a rotina da criança não precisa ser lotada do início ao fim, todos os dias da semana. Reserve momentos específicos para que a garotada fique livre para escolher se prefere brincar, jogar, estudar ou apenas descansar.

4 brincadeiras para estimular a criatividade infantil

Uma ótima maneira de exercitar a criatividade infantil é no momento de criação de histórias enquanto se brinca com bonecos, além de ser uma ótima opção de brincadeira “offline”.

Como você pôde ver, os jogos e as brincadeiras são excelentes para ativar a imaginação da garotada. E, se o que você precisa são ideias de gincanas que estimulem a criatividade infantil para pôr em prática com a sua turminha, a seguir separamos quatro que divertirão todos em casa. Dá só uma olhada:

1. Desafio com massa de modelar

Para a criançada colocar, literalmente, a mão na massa, desafie-as a fazer figuras divertidas com massa de modelar. E aqui a dica é fugir do óbvio — como bonequinhos, coração e formas geométricas — e apostar em reproduzir figuras mais complexas, como miniaturas de esculturas famosas e obras abstratas, por exemplo.

2. Enigmas e jogos de adivinhação

Mas, se o seu objetivo é fazer os pequenos pensarem e estimular a criatividade infantil e o raciocínio lógico, fique com os jogos de adivinhação e enigmas. As famosas trivias — que foram febre entre os jovens dos anos 90 — continuam sendo superatuais e educativas, enquanto fazem os jogadores “quebrarem a cabeça” para resolver os desafios.

3. Xadrez e jogos de tabuleiro

Outro jogo que estimula a criatividade infantil e exercita o raciocínio lógico é o xadrez. E, apesar de serem complexas e conter muitas regras, as partidas de xadrez são indicadas para todas as idades e várias instituições de ensino promovem torneios para animar os alunos e impulsionar o desenvolvimento cognitivo e intelectual.

4. Mímicas com desenhos

As mímicas também são populares entre jovens e adultos e garantem boas risadas entre a galera. Para deixar a brincadeira mais divertida e provocar ainda a criatividade infantil, ao invés das mímicas corporais, os participantes devem fazer as adivinhações com desenhos. Assim, tanto a criança que desenha precisa usar a imaginação para representar o seu tema quanto os demais jogadores devem ser criativos na interpretação da imagem e nos palpites.

Pois é, a criatividade infantil não tem limites e ao longo deste guia ficou nítido como trabalhar essa habilidade é importante para o desenvolvimento cognitivo, social e intelectual das crianças. E agora, com as nossas dicas de hábitos e brincadeiras, ajudar os pequenos a se tornarem mais criativos ficou muito mais fácil e divertido, não é mesmo?

E claro que na Red Balloon o desenvolvimento criativo dos alunos não pára. Nosso plano de aula inclui estratégias de ensino que alimentam a criatividade infantil, além de programas e eventos que aliam o aprendizado de inglês e a imaginação da turma toda. Gostou? Clique aqui para saber mais sobre nossas metodologias e agendar a sua visita a uma de nossas unidades.

Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Siga nosso instagram!