Aprendizagem colaborativa: como funciona essa metodologia

>

Não é segredo que a pedagogia vive se reinventando para tornar o ambiente educacional mais proveitoso, leve e funcional. Mas, você já ouviu falar em aprendizagem colaborativa ou sabe como ela funciona? Essa é mais uma das metodologias que têm conquistado bastante espaço nas instituições de ensino mais modernas, e por isso a Red Balloon fez questão de preparar um guia completo explicando e tirando todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Quem tem filhos matriculados em escolas que apostam no ensino colaborativo, certamente já notou que a abordagem dentro e fora da sala de aula é um tanto diferente daquele modelo conhecido na aprendizagem tradicional, certo? E, para que você possa compreender melhor a importância deste método que tem como base o compartilhamento, vamos lhe contar em detalhes como funciona, além de quais são os objetivos e os principais benefícios da aprendizagem colaborativa. Vamos lá?

O que é aprendizagem colaborativa?

A aprendizagem colaborativa é uma estratégia pedagógica que promove aulas mais dinâmicas e interativas para os estudantes. Isto é, os alunos participam ativamente do conteúdo ministrado em classe, compartilhando ideias e experiências que podem agregar no conhecimento e desenvolvimento da turma inteira.

Dessa forma, podemos dizer que a prática da aula monóloga — na qual somente o professor tem a palavra por 50 minutos seguidos ou até mais — fica totalmente de lado. Ou seja, no ensino colaborativo os alunos são os protagonistas e o professor deve assumir a função de um orientador, dando as informações, ferramentas e meios necessários para que cada estudante consiga alcançar novas descobertas.

A aprendizagem colaborativa pode ser aplicada em palestras, seminários desenvolvidos pelos alunos, oficinas de produção e muitas outras atividades e dinâmicas em grupo. E, vale lembrar que o passo mais importante para que a metodologia colaborativa alcance seus objetivos é que todos os envolvidos contribuam de alguma forma para o ensino e o aprendizado.

Qual objetivo da aprendizagem colaborativa?

Mas afinal, qual o propósito da metodologia colaborativa e por que ela tem se tornado tão popular? O objetivo central da educação colaborativa é aproveitar ao máximo todos os benefícios que podem ser explorados durante o processo de aprendizagem vivido na infância.

Sendo assim, partindo dessa primeira finalidade originam-se outras que são utilizadas de forma mais prática para traçar as metas e as estratégias que vão, de fato, promover um aproveitamento melhor de cada aluno.

Para que você compreenda a fundo o assunto, elencamos abaixo os objetivos anexos da aprendizagem colaborativa:

Desenvolver a autonomia do aluno

Com as ferramentas e informações certas em mãos, o aluno deve ter autonomia para buscar novos conteúdos e descobrir por si só outras vertentes de um mesmo assunto. Isso não significa que as crianças devem aprender sozinhas, ok? O papel do professor ainda é fundamental para guiar os estudantes dentro de qualquer área de conhecimento.

Com isso, espera-se que os pequenos sintam-se mais confiantes e independentes para realizar outras tarefas e não se limitem apenas ao ambiente escolar para estudar e aprender sempre mais. E, como falamos de aprendizagem colaborativa, vale dizer que o próprio ambiente que o cerca serve de fonte de conhecimento e colabora para a manifestação de novas ideias.

Fortalecer a habilidade proativa

Como consequência da autonomia, outra habilidade interessante que tende a ser fortalecida é a proatividade. Essa competência faz com que os alunos sintam o desejo de ir em busca de novos conhecimentos e tenham motivação para solucionar desafios, desenvolver novas tarefas e contribuir para conquistas coletivas.

A proatividade é uma característica muito forte de líderes e gestores, logo, se bem trabalhada durante a infância pode favorecer a futura carreira dos pequenos — uma vantagem extra da aprendizagem colaborativa que auxilia o desenvolvimento intelectual, pessoal e profissional.

Ensinar o trabalho em equipe

Como já mencionamos, o ensino colaborativo é baseado na interação, no diálogo e no trabalho de forma ativa com a turma por completo. Essa estratégia ensina os pequenos a importância do trabalho em equipe e como conviver socialmente de maneira saudável com diferentes grupos de pessoas.

Inevitavelmente precisamos lidar com o trabalho em conjunto ao longo da vida — principalmente profissionalmente —, por isso é extremamente relevante saber lidar bem com essa situação e de forma prolífera desde os primeiros anos de vida. E, uma vez que a aprendizagem colaborativa baseia-se na troca de experiências entre os alunos, torna este processo social muito mais fácil.

Estimular o interesse pela pesquisa

A pesquisa é a principal ferramenta para o aprendizado após os anos escolares, por isso a metodologia colaborativa incentiva as crianças a buscarem as fontes que responderão suas dúvidas. E, entenda: a curiosidade e a investigação andam lado a lado com as dinâmicas que contribuem para a pesquisa, seja ela prática ou teórica.

Aqui, vale ressaltar que formar crianças e jovens pesquisadores é extremamente importante para o avanço da ciência e da tecnologia — que posteriormente voltará com estratégias pedagógicas ainda mais eficientes, por exemplo —, mas também para a construção de uma sociedade mais sustentável, consciente e equilibrada para todos.

Ampliar a aquisição de conhecimentos

Independentemente de qual seja a metodologia abordada, a escola é o lugar de descobrir novos horizontes. No entanto, com a aprendizagem colaborativa é possível afirmar que a aquisição de conhecimentos vai muito além da experiência e entendimento delimitados pelo professor, uma vez que cada aluno divide suas próprias descobertas e proporciona uma nova linha de pensamento sobre um mesmo tema.

A troca vivida na aprendizagem colaborativa ajuda a disseminar culturas, ideias e conceitos que antes não teriam a oportunidade de chegar àqueles alunos, já que a turma como um todo vive realidades diferentes e possui hábitos de vida distintos. Dessa forma, é justo dizer que até os educadores aprendem algo novo com os pequenos.

Como funciona o ensino colaborativo?


Uma aprendizagem colaborativa pode trazer inúmeros benefícios no desenvolvimento das crianças, como estimular o desenvolvimento cognitivo e a comunicação.

Na prática, a educação colaborativa é exercida por meio de debates e discussões que levam os alunos a refletirem e chegarem às suas próprias conclusões sobre diversas temáticas. Entretanto, as rodas de conversa não são o único caminho para propor o diálogo construtivo entre a turma — afinal, as dinâmicas conseguem atingir este mesmo resultado de uma forma ainda mais fluida e divertida.

Ou seja, a aprendizagem colaborativa atua de diferentes formas e pode ser adaptada de acordo com o estágio e idade dos alunos — pois ela é usada na educação infantil, mas também tem seu espaço entre os jovens e adultos. E claro, as táticas de ensino dessa metodologia não se restringem apenas ao ambiente escolar.

No lar os pais podem participar da educação colaborativa de duas formas, sendo elas: auxiliando na conclusão das lições de casa determinadas pelos professores e acrescentando discussões construtivas dentro das atividades rotineiras da residência, como na hora de cozinhar, de organizar os cômodos ou mesmo nos momentos de diversão.

6 benefícios da metodologia colaborativa

Toda a troca de experiências e a expansão de conhecimento já são vantagens muito enriquecedoras da aprendizagem colaborativa, mas os ganhos não param por aí não. Então, para deixar bem claro como a metodologia colaborativa pode ser transformadora para a educação infantil, listamos seis benefícios que os pequenos podem conquistar com essa prática:

Impulsiona o desenvolvimento cognitivo

Com tantos estímulos inéditos e o contato com dezenas de descobertas todos os dias, novas áreas do cérebro podem ser ativadas e impulsionar ainda mais o desenvolvimento cognitivo, tornando ainda mais fácil o processo de ensino. Com isso, as habilidades emocionais, motoras e intelectuais também crescem juntas.

Favorece a autoestima

Um grande erro cometido na criação dos pequenos é não escutá-los  — uma vez que isso reprime não apenas o seu desenvolvimento, como também a sua autoestima e confiança. A aprendizagem colaborativa faz justamente o contrário, dando voz aos alunos e permitindo que eles sejam ouvidos com a devida atenção e importância.

Aumenta a resiliência

Crianças resilientes não desistem de seus objetivos e estão sempre em busca de soluções efetivas para seus desafios. Por isso, a aprendizagem colaborativa é uma peça-chave para instigar a criançada a procurar as respostas para suas perguntas e não ficarem satisfeitas com qualquer “porque sim”.

Melhora a comunicação

E como a aprendizagem colaborativa é baseada no diálogo, ao longo das atividades os pequenos aprendem a melhor maneira de se expressarem e se comunicarem com os outros a sua volta. Essa habilidade é elementar para a vida social, capaz de melhorar a fala, a interpretação, os relacionamentos interpessoais e diminuindo significativamente a timidez.

Afasta preconceitos

Ter contato desde cedo com diferentes culturas e modos de vida é muito importante para a criança aprender sobre diversidade, tolerância, respeito e empatia. Essas questões são bem trabalhadas com a aprendizagem colaborativa e reforçam como os preconceitos são prejudiciais para o crescimento intelectual e para a convivência em sociedade.

Incentiva o prazer em estudar

E nada mais eficiente para o aprendizado como ter prazer em estudar, não é mesmo? A interação, as brincadeiras e as conversas com professores, colegas e familiares tornam a aprendizagem colaborativa em um momento de alegria e bem-estar muito mais produtivo do que as aulas monótonas do modelo tradicional de ensino.

Com tantos benefícios, não tem porque não testar a aprendizagem colaborativa com seus filhotes, certo? Pois bem, saiba que a Red Balloon está sempre de olho nas estratégias pedagógicas mais vantajosas para seus alunos — afinal, nossa preocupação é ensinar um inglês de qualidade para a garotada e contribuir para a formação completa dos seus pequenos. Portanto, se quiser saber mais, clique aqui e conheça nossas metodologias!

E, agora que você já sabe como a aprendizagem colaborativa pode ser útil para além da educação infantil, experimente participar ainda mais dos estudos dos seus filhos, motive-os a serem curiosos e dedicados com as atividades, e veja como os resultados dentro e fora da sala de aula serão muito mais proveitosos! 

Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Siga nosso instagram!